Tvilat Kelim

Nestes dias será inaugurado, se D’s quiser, um mikve de utensílios  no colégio TTH – Bar-Ilan, e por razão desta data resolvemos divulgar, para o uso do público, uma reportagem abrangente sobre tvilat kelim.
Nesta reportagem vamos nos restringir a falar sobre o assunto de purificação e preparação de utensílios novos que foram feitos ou comprados de goym.
Essa halachá é justamente pertinente para países fora de Israel, onde a maioria dos utensílios são feitos em fábricas de não judeus e por isso devemos saber como nos comportar com tais utensílios.
É importante frisar que quando imergimos um utensílio no Mikve, não estamos tornando-o kasher, mas sim fazendo com que ele fique puro. Aprendemos daqui que um utensílio kasher precisa também estar puro (e isso NADA tem a ver com limpeza ou sujeira).

  1. Por que temos que fazer tevilat de utensílios?
Em utensílios para comidas e bebidas que foram feitos ou comprados de um não judeu é obrigatório a tevilá de acordo com a halachá, assim purificando-o para que ele tenha a pureza de Bnei Israel. A fonte desta halachá foi aprendida através dos utensílios utilizados como despojo na guerra entre Israel e Midian no livro de Bamidbar (31, 23). Escreve a Torá “em águas de purificação se limpará”,  assim como é uma obrigação kasherizar os utensílios que foram pegos como despojo de não judeus.

  1. É permitido dar a uma criança pequena (menor de 13 anos) fazer a tevilat kelim?
Entre os poskim existe uma grande discussão, se a mitzvá de tevilat kelim é uma mitzvá da Torá ou uma mitzvá derabanan (mitzvá decretadas pelos sábios). Por que é importante saber se a mitzvá é da Torá ou derabanan?
            É permitido dar a uma criança pequena ou a empregada fazer a tevilat de utensílios que agora eu comprei numa loja?
Na prática esta mitzvá é tida como da Torá, só podendo ser feita por homens e mulheres com maioridade religiosa( 13 e 12 anos).

  1. Uma casa que vou visitar e que tenho dúvida se os utensílios passaram tevilá – o quer devo fazer?
Utensílios que são obrigatórios a tevilá são somente utensílios que pertencem totalmente a judeus. Então utensílios que foram alugados ou emprestados de um não judeu, não tem necessidade de fazer tevilá. Uma pergunta interessante é sobre uma pessoa que vai visitar um amigo e ele tem dúvida se os utensílios passaram por tevilá. Ele poderá comer ou não?
Rabi Moshe Feinstein escreve que se o utensílio não é necessário para comer, por exemplo, um prato que sobre ele há frutas, pode-se comê-las sem nenhuma dúvida. Porém se a pessoa necessita do utensílio para comer o que tiver sobre o prato, como por exemplo no caso de uma sopa, é proibido!
É importante mencionar que para a maioria das  opiniões é permitido usar utensílios de vidro  mesmo havenso dúvida se eles passaram por tevilá.

  1. Quando não há a possibilidade de fazer a tevilá
Algumas vezes nós compramos um conjunto novo de refeição e por diferentes motivos, por exemplo falta de tempo, não há possibilidade de fazer a tevilá imediatamente, o que podemos fazer nesse caso?
 - Quando não há outra opção, é permitido dar como presente para um não judeu, como por exemplo para a empregada doméstica, fazendo com que o utensílio se torne de posse do não judeu e assim não necessitando de tevilá.
É importante mencionar que esta opção é permitida quando realmente não existe a opção de fazer tevilá e não como primeira opção.
Existe uma outra solução, que é bastante comum, quando é necessário fazer a tevilá de utensílios elétricos. Por exemplo chaleira elétrica ou torradeira. A solução é dar o utensílio para um técnico elétrico judeu que deve desmontá-lo parcialmente e remontá-lo. Depois disso feito, este utensílio é considerado  como tendo sido feito por um judeu e assim sem necessidade de tevilá.

Tipos de utensílios que necessitam tevilá

Todos os utensílios que são usados para a própria refeição e sua preparação são obrigados a passarem tevilá. Também todos os utensílios onde a comida é servida sobre eles precisam de tevilá. Utensílios que são utilizados para enfeite e não são usados para comida e bebida estão liberados de tevilá. Outra divisão que existe entre os utensílios é sobre os utensílios que são utilizados para fazer com que o alimento seja comestível, por exemplo uma panela em que cozinhamos batata e  entre utensílios que preparam a comida em uma primeira etapa, por exemplo uma agulha que costuramos um frango ou uma peneira de farinha. A diferença entre eles é que o primeiro tipo de utensílio terá de passar por tevilá com brachá e o segundo tipo terá de passar por tevilá, porém sem brachá.

  1. Os materiais de que são feitos os utensílios
 

Material de que é feito o utensílio

Necessita tevilá?

Tenho que fazer brachá na hora da tevilá?

METAL
Ouro, prata e aço

SIM COM BRACHÁ
VIDRO
Arcopel, duralex, pirex, corel

SIM COM BRACHÁ
PORCELANA

PARA A MAIORIA DAS OPINIÕES - SIM

SEM BRACHÁ
CERÂMICA, BARRO

NÃO  

PLÁSTICO

NÃO  

  1. Utensílios descartáveis
Atualmente é muito utilizado utensílio de alumínio para assar, para uso descartável. A maioria das pessoas utilizam uma vez só e depois jogam no lixo. É importante mencionar que neste caso não existe a necessidade de fazer tevilá antes do uso. Se o utensílio for utilizado mais vezes, existe discussão entre os poskim. Alguns que dizem que há necessidade de se  fazer tevilá quando for fazer uso deste novamente – sem brachá. Outros liberam esse caso de tevilá.

  1. Se tem uma etiqueta sobre o utensílio
Muitos utensílios são vendidos com uma etiqueta da empresa. Já que a maioria das pessoas tiram a etiqueta, por ela é tida como hatzitza (sujeira), e deve-se tirá-la antes de se fazer a tevilá. Deve-se prestar atenção também nos restinhos da cola que ficam no utensílio depois de tirada a etiqueta.
Uma halachá interessante existe em relação as etiquetas que o dono do utensílio está interessado em deixá-la e não quer escondê-la, como por exemplo, uma etiqueta que está escrito que o utensílio é “besari”, de carne, ou “halavi”, de leite. Quando este tipo de caso acontece, a etiqueta não será considerada “hatzitzá e sim é parte do utensílio, e assim não há necessidade de arrancar esta etiqueta.

  1. Que brachá devemos fazer?
Na hora de se fazer a brachá deve-se segurar o utensílio na mão direita, e o canhoto na mão esquerda e fará a seguinte brachá:
“Baruch atá Hashem Elohenu melech haolam asher kideshanu bemitzvotav vetzivanu al tevilat kli”
Quando a brachá for feita para  mais de um utensílios então se fala a mesma brachá porém o final é trocado para:
“ ... al tevilat kelim”
É importante mencionar que quando se faz tevilá de alguns utensílios , deve-se cuidar muito para não falar até que se acabe todos os utensílios, pois a brachá foi feita para todos os utensílios e só se pode falar quando se completar toda a mitzvá. Se por algum motivo a pessoa que está fazendo a tevilá falou sobre diversos assuntos, ele deve fazer a brachá novamente.

  1. Como se deve segurar o uitensílio?
Após fazer a brachá  da tevilá, no instante em que se pôs o utensílio dentro da água deve-se prestar atenção para que o utensílio por completo seja posto dentro da água -  todas as suas partes. A lei diz que deve-se soltar um pouco o utensílio para que a água também chegue na parte onde a mão está segurando. Existe um aconselhamento que se dá que quem faz a tevilá deve molhar as mãos com água do mikve antes de começar a tevilá e assim pegar no utensílio já com a mão molhada.

  Fechar